Home Destaques Black Friday: veja dicas e não sair no prejuízo

Black Friday: veja dicas e não sair no prejuízo

364
0

A Black Friday, uma tradicional data para liquidações nos Estados Unidos, caiu no gosto dos brasileiros. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a data já é considerada a quinta mais importante do varejo brasileiro, atrás do Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças e Dia dos Pais.

As expectativas para a Black Friday deste ano são bem altas: segundo projeção da CNC, o evento deve movimentar R$ 4,2 bilhões e registrar a maior movimentação financeira desde que a data foi incorporada ao calendário do varejo nacional, em 2010.

A Black Friday é marcada, tradicionalmente, para a última sexta-feira do mês de novembro — que neste ano cai no dia 25 –, mas os descontos muitas vezes já são oferecidos nos dias anteriores, numa espécie de “esquenta”.

Mas o que parece uma oportunidade para aproveitar os bons preços e adiantar as compras de Natal pode esconder alguns perigos. Isso porque quadrilhas aproveitam o momento de euforia com o grande volume de ofertas para aplicar golpes que causam prejuízo, especialmente usando a tática da engenharia social, que consiste na manipulação do usuário para que ele forneça informações confidenciais e para o roubo de dados pessoais.

“Nesta época do ano são comuns abordagens de criminosos com páginas falsas que simulam e-commerce; promoções falsas enviadas por e-mails, SMS e mensagens de WhatsApp e a criação de perfis falsos que investem em mídia pra aparecer em páginas e stories de redes sociais”, alerta Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban.

Confira, abaixo, algumas dicas da Febraban para evitar problemas na Black Friday:

Cuidados com compras online

Dê preferência aos sites conhecidos para as compras e verifique a reputação de sites não conhecidos em comentários de clientes que já utilizaram as plataformas
Nunca use um computador público ou de um estranho para efetuar compras ou coloque seus dados bancários
Sempre utilize, em seu computador ou smartphone, softwares e aplicativos originais e mantenha sempre um antivírus atualizado
Verifique com atenção as formas de pagamento oferecidas pelo e-commerce e desconfie quando existem poucas opções
Sempre cheque políticas de troca e devoluções das lojas

Atenção nas redes sociais e com perfis falsos

Desconfie das promoções cujos preços sejam muito menores que o valor real do produto, pois criminosos se utilizam da empolgação dos consumidores em fazer um grande negócio para coletar informações e aplicar golpes que geram grandes prejuízos, tática muito usada em redes sociais
Nunca preencha formulários com dados pessoais para ter acesso às promoções da Black Friday
Golpistas criam perfis de lojas famosas e patrocinam posts nas redes sociais para enganar o consumidor. Verifique se a página tem selo de autenticação, número de seguidores compatíveis e também comentários de outros compradores

Fique atento na hora de pagar com Pix e boletos

Se for pagar com Pix, sempre faça o pagamento dentro do ambiente da loja virtual. Quando o varejista fornecer o código QR Code, confira com atenção todos os dados do pagamento e se a loja escolhida é realmente quem irá receber o dinheiro. Só após essa checagem detalhada, faça a transferência
Se for pagar a compra com boleto, confira quem é a empresa beneficiária que aparece no momento no boleto, no aplicativo ou site do banco. Se o nome for diferente da marca ou empresa onde a compra foi feita, a transação não deve ser concluída
Dê preferência para usar os cartões virtuais para fazer suas compras online
Se for fazer uma compra presencial, sempre confira o valor na maquininha de cartão antes de digitar a sua senha. Também sempre verifique se o cartão devolvido é realmente o seu

Cuidados com links

Ao usar sites de busca, verificar cuidadosamente o endereço (URL) para garantir que se trata do site que deseja acessar. Fraudadores usam “links falsos patrocinados” para ganhar visibilidade nos resultados de buscas
Tenha muito cuidado com e-mails de promoções que tenham links. Ao receber um e-mail não solicitado ou de um site no qual não esteja cadastrado para receber promoções, é importante verificar se realmente se trata de uma empresa idônea. Acesse o site digitando os dados no navegador e não clicando
Fique atento ao e-mail do remetente. Empresas de grande porte não utilizam contas privadas como @gmail, @hotmail ou @terra e entidades públicas sempre usam @gov.br ou @org.br.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here